LINK ITAÚ

sábado, 3 de julho de 2010

JOANA CACILDA BESSA - PRIMEIRA VEREADORA DO BRASIL


PRIMEIRA VEREADORA DO BRASIL É ITAUENSE
JOANA CACILDA BESSA, uma apodiense nascida no então povoado e atual município de Itaú no dia 26 de setembro de 1898, filha de José Marcolino Bessa e Emília Rosa Botão é mesmo que não dizer nada. Ela foi a primeira eleitora de Pau dos Ferros, em 1927 e a primeira intendente municipal Potiguar, atual cargo de vereador, eleita em 2 de setembro de 1928, com 725 votos, pelo município de Pau dos Ferros, e tomou posse em 2 de fevereiro de 1929, tendo em vista que no dia 1º de janeiro a mesma não ter sido empossada juntamente com os outros intendentes eleitos no pleito eleitoral de 1928, em virtude de ter viajado para Natal a fim de resolver problema de seu interesse particular, conforme ata assinada pelo senhor João Tomaz de Aquino, Secretário da Intendência Municipal. Portanto, Joanna Cacilda de Bessa foi a primeira mulher do Rio Grande do Norte, talvez do Brasil a se eleger Vereadora, já que na época esse cargo era denominado de Intendente. Cacilda na época residia em Pau dos Ferros, posteriormente foi residir em Natal. Faleceu no ano de 1998, aos 102 anos de idade.
JOANA era irmã de Raimunda Bessa Botão, conhecida popularmente pela alcunha de MUNIDINHA BESSA, nascida em 27/09/1900 e falecida em Rodolfo Fernandes em 01/11/1978, casada com Cristóvão Colombo Pinheiro de Melo.
CACILDA a primeira vereadora do Brasil, talvez da América do Sul, eleita em 2 de setembro de 1928, quando apenas poucas mulheres haviam votados, cujos sufrágios foram cancelados pelo Congresso Nacional. Cacilda apenas é lembrada como a primeira eleitora de Pau dos Ferros, mas os nossos pesquisadores nunca se a profundaram na história dessa mulher que foi a primeira vereadora de nosso país. Meu pai mata a cobra e mostra o pau, veja a seguir, a ata

Edital cedido por FRANCISCO LOPES, conhecido por CHICO LOPES, ex-vereador de Pau dos Ferros e patrono da Cãmara Municipal, cuja homenagem foi feita em vida, tendo em vista que Chico Lopes, ainda hoje, com mais de 80 anos, residente em Pau dos Ferros. Este esquisador, graças a ele pode pesquisar todos os livros de ATAS da Câmara Municipal de Pau dos Ferros, cujo mais antigo é datado de 1872